quarta-feira, 29 de junho de 2011

Aiiii, mordeu!

 O que fazer nessa situação?

Já testemunhei muitas mordidas entre crianças, é uma situação bem chata de explicar aos pais.
Acredito que toda Professora que trabalha com crianças de até 2 anos de idade, tenha passado por isso.

Mas por que acontece?

A mordida faz parte da descoberta do próprio corpo, desde o aparecimento da dentição até os 2 anos de idade. As crianças mordem brinquedos, objetos e até mesmo os pais e colegas.
É a etapa de descobrir sensações e movimentos. Testar limites do próprio corpo, onde o dela acaba e começa o da outra pessoa.

Segundo Henri Wallon, a criança constrói o seu eu corporal.

Para Freud, essa é a Fase Oral. Período que a criança sente a necessidade de levar tudo à boca.

As crianças nessa faixa etária sentem necessidade de se comunicar, não dominam a linguagem verbal e utilizam a mordida para expressar descontentamento e irritação.

O que fazer?
É preciso perceber qual sentimento está em jogo para agir sem drama e sem rótulos.
Além da descoberta do corpo e da expressão, as crianças estão construindo a identidade.
Na adaptação escolar é o período onde as mordidas mais ocorrem.

Se a mamãe ver, pode ser em casa, entre os irmãos ou coleguinhas, peça ajuda à criança que mordeu para cuidar do "ferimento" outra criança.
Não brigue, mas seja firme!
Explique que ninguém gosta de sentir dor.
Descubra o motivo da agressão.

Se ocorrer na escola e o seu filho for a vítima ou o agressor, tente agir da mesma maneira. Caso seu filho seja a vítima, nunca brigue com a mãe da outra criança e nem peça para separá-los em sala de aula.
Você é uma mamãe antenada e não vai agir dessa maneira que só prejudicará o desenvolvimento de seu filho.
Se o seu filho for o agressor, converse com ele de maneira firme e leve-o para pedir desculpas ao amiguinho.

O que eu amo! Presentinho do Blog Eu tamanho família

Recebi do blog  Eu Tamanho Família
Adoro demais esse blog, visitem!

As Regras:
1. Divulgar quem passou a tag.

2. Postar 10 fotografias de coisas que você mais gosta.

3. Passar a tag para 10 meninas e notifica-las.

Passo para minhas seguidoras!!!

Amo Cachorro

Fotografia

A noite

Férias em um lugar assim

Dormir

Tudo relacionado à Disney

Meu País

Amo São Paulo

Colocar cor e vida nas coisas

Casamentos!









Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.