sexta-feira, 25 de março de 2011

Ótimo Final de Semana!!!!

Entrevista com Rejane Cavalcanti - Blogueira amada do Vestido de Rodar

É muito difícil encontrar pessoas simpáticas nesse mundo, não é?
Eu gostei de cara do blog da Rejane, Vestido de Rodar, é um blog que quem conhece entra pelo menos 1 vez ao dia, quem não conhece em breve irá conhecer e viciar hehehe
A Rejane, redatora do blog, é uma pessoa extremamente simpática, sempre disposta a responder à todos e faz um trabalho lindo junto a sua sobrinha Sophia (a estrelinha do blog) que encanta.

Vamos conhecer um pouquinho da Rejane?

Nome: Rejane Cavalcanti

Apelido: meus amigos e colegas de trabalho me chamam de Rê e minha família, de Jane. Minha sobrinha me chama de Re e meu sobrinho e afilhado, de Jane..adoro isso, pois eu sou minha família, meus amigos, meus colegas de trabalho, sou Re-Jane

Idade: 35 anos

Profissão: publicitária

Cidade: Florianópolis

Moraria em Paris! (risos)

Não posso viver sem meus sobrinhos

Eu quero muito ser mãe

Filme do momento Comer, rezar e amar

Adoro sair para comer...(risos)

Em casa fico a maior parte do tempo no notebook ou então brincando com a Sophia. De vez em quando assisto um filme.

O que me irrita é injustiça

Não quero para minha vida a tristeza

Quando resolveu começar o blog? Por que?
Em outubro do ano passado, quando a Sophia (minha sobrinha e musa do blog) me disse: _ Tia, eu quero modelar. Após a autorização dos pais dela, montei um blog profissional e contatei a agência Vogue. Ela foi aceita de cara. Como não mora em SP, pediram fotos para o composite, então chamei meu amigo e mega profissional Roger Engelmann para fazer as fotos. Ficou tão bom o trabalho, gostamos tanto de fazer que pensei: já que a Sophia vai entrar para este mundo, temos que protegê-la, não queremos que ela sofra fazendo castings, disputando campanhas..porque não fazer algo pra dar suporte a ela? Então como nós duas adoramos moda, nasceu o Vestido de Rodar.
O blog cresceu, ela se identificou com a idéia de ser modelo, intensificamos os ensaios e a equipe cresceu. Chamamos a Francine Bellotto (esposa do Roger), que é fera em cenografia, o Neto Cassab, mago do spray (risos) e dos makes e a Juliana, mãe da Sophia e advogada, para cuidar da parte legal, do casting e do relacionamento com as mães. Deste grupo, nasceu a PinRaw (http://www.pinraw.blogspot.com/) , que é a nossa maior alegria! Como PinRaw já fizemos a produção fotográfica do Casquetes de Rodar e o catálogo de outono/inverno da Liten.

Moda também é assunto para crianças?
Sou suspeita para falar sobre isso, mas com certeza é! Diria até que, principalmente para crianças! Moda tem a ver com personalidade, com gostar de se vestir, com estilo próprio, criatividade, originalidade. A maioria das crianças quando atinge uma certa idade começa a escolher suas próprias roupas, acessórios, sapatos, etc, sem se importar com o que os outros vão pensar. Isso é personalidade, é moda. Algumas crianças, têm um senso maior de moda, sabem compor, comprar, escolher, usar, transformar, customizar. Mas também é possível ensinar. Sophia não nasceu conhecedora de moda, mas desde os 6 meses a levo para comprar roupas, olhar no espelho, escolher, compramos revistas de moda juntas, assistimos desfiles. Isso abriu a mente dela, despertou o interesse. Ela se transformou em uma criança segura, que sabe o que quer. Hoje em dia, ela analisa o look de todos antes de sair (risos). Se gosta, diz de cara: Esta lindo! Ou então: _ Uau, está chique!, mas se não gosta diz: _ Você não vai com essa roupa, né?

Como você acredita que deve ser a moda infantil?
Confortável, com certeza.

Você vê diferenças entre Fotografia de moda adulto e Fotografia de moda infantil?
Vejo, mas a única diferença que deveria existir é de adequação de perfil: crianças e adultos cada um dentro do seu universo. Infelizmente não é assim que funciona, as melhores produções estão sempre na moda adulta, muita gente ainda acha que moda infantil não é prioridade, que basta colocar crianças em um cenário e clicar. É isso que tento mostrar todos os dias no Vestido de Rodar, trabalhos excelentes, maravilhosos, bem produzidos, não perdem nada para campanhas de moda adulta.

É preciso ter sensibilidade e gostar crianças para trabalhar no ramo de moda infantil?
É imprescindível.

Quem te inspira nesse mercado?
A beleza, a originalidade, a inocência, a espontaneidade e a criatividade das crianças.

Já pensou em desistir e fazer outra coisa? O que?
Não, agora não. Estou dentro deste mundo e dele não saio mesmo! (Risos)

O que faz a sua profissão valer a pena?
O sorriso das crianças.


E o sorriso das duas mostra que vale a pena mesmo trabalhar no que gosta e com muita alegria!!!
Obrigada Rejane e Sophia por deixar o meu blog mais belo.
Um grande beijo às duas,
Kelly

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.