quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

É hora da papinha!

  • O gosto

Muitas crianças não gostam de experimentar novos alimentos, mas oferecendo ao seu bebê uma grande variedade de sabores, durante o desmame, pode ajudar a evitar muitas rejeições.

Os bebês reagem mais positivamente aos sabores doces (como frutas) do que os adultos e mais negativamente a sabores amargos (como os vegetais verdes). Isso não quer dizer que você não deve ofecerer verduras. Precisa ter paciência, pois pode demorar até 8 tentativas para o seu bebê gostar da comida inicialmente rejeitada.

Dicas para introduzir novos sabores ao seu bebê
Oferecendo ao seu bebê um prato com variedades de cores, pode incentivá-lo a se acostumar com muitos sabores. Se o alimento é interessante ao olhar, incentivará o seu bebê a comer.

  • Texturas

Invista na textura correta e de maneira progressiva para o seu bebê em cada fase do desmame, ajudando-o aprender a mastigar e se alimentar.

Ao começar a aventura de desmame, é indicado que seja por um purê liso. Purês ajudam seu bebê a se acostumar com uma textura não-líquida e ajuda-o aprender a movimentar a comida em sua boca com a língua. Lembre-se que para a alimentação de seu bebê só era usado leite e os alimentos sólidos podem ser um grande desafio no início.

Por volta dos sete meses, tente introduzir pequenas e macias protuberâncias. Para seu filho crescer com dentes saudáveis, mastigar é preciso. Pequenas protuberâncias estimula a flexibilidade da língua e vai ajudá-lo a desenvolver a capacidade de mastigar os alimentos.
Nesta fase, todas as protuberâncias devem estar em um molho bastante espesso. Evite dar seu bebê nódulos duros em um molho fino.

Alimentos que o bebê possa pegar com as mãos, a partir dos 10 meses, estimula a sua independência e pode ajudá-lo desenvolver a coordenação (olho – mão). A maioria dos bebês tem agora alguns dentes que irá ajudar na mastigação. Isto significa que há mais oportunidades de novas texturas para você oferecer e será mais desafiador.

Você pode oferecer ao seu bebê os mesmos alimentos que a família está comendo, mas certifique-se de cortá-lo em pedaços e esteja sempre presente para supervisionar todas as refeições. Também poderá ser necessário modificar algumas receitas para o seu bebê, como evitar alta adição de sal e utilização, condimentos, corantes, etc.

É recomendada a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses de vida do seu bebê. Todos os bebês são diferentes e se desenvolvem em ritmos diferentes. Seu bebê pode começar a mostrar sinais de estar pronto para o desmame antes dos seis meses. Se este for o caso e você achar que seu filho pode estar pronto para começar sólidos, fale com seu médico que será capaz de te aconselhar. Não deve ser dado alimentos sólidos para bebês com menos de 17 semanas.

Bebês são exigentes

Há muita coisa que você pode fazer no início do desmame para ajudar seu bebê aprender a apreciar o alimento e para evitar a agitação na hora das refeições.

Aqui estão algumas dicas e truques para ajudar você e seu bebê em sua viagem na descoberta de comida.

Vivenciando uma grande variedade de sabores no início vai ajudar o bebê a estabelecer as bases para uma alimentação saudável, confiante e torná-lo mais abertos a novos sabores. Esteja preparada para oferecer um determinado alimento muitas vezes, mesmo que seja inicialmente rejeitado. Inclua uma gama de diferentes alimentos coloridos para manter as refeições interessantes e divertidas. Ao iniciar o desmame, tente comer juntos como uma família sempre que puder. Se você ou o resto da família comerem algo similar, ao mesmo tempo, vai incentivar o seu bebê um pouco a cópia.

Quase todos os bebês passam por períodos de agitação. Mas há muitas maneiras que você pode ajudar a guiá-los nesses tempos difíceis.

Não deixe o bebê encher sua barriga com alguma bebida um pouco antes da refeição, especialmente os mais calóricos, como leite e qualquer coisa com açúcar, como coquetéis de frutas.

Tente ficar relaxada durante as refeições e não tenha pressa, porém não deixe que se arrastar por muito tempo. Os bebês geralmente não continuarão a comer por mais de 20 minutos.

Mantenha as porções pequenas e inclua uma variedade de sabores, texturas e cores.

Tente não subornar seu bebê com a promessa de outros alimentos. Isso pode criar a idéia de que alguns alimentos são recompensas e melhor do que outros.

Acima de tudo, aproveite esse tempo juntos, as refeições em família são partes importantes da vida.

Barack Obama fala sobre a Educação e regras em casa

 
Barack Obama sabe o quanto é importante a sua família. Apesar de ser um pai super ocupado, sempre faz questão de reservar tempo e recursos para sua esposa e suas duas meninas. Parece que é muito bem sucedido no que está fazendo.

Recentemente, ele foi entrevistado pela revista Essence, falou sobre a sua posição e seu envolvimento de pai em relação à educação das filhas.
Disse que os pais devem manter contato com os professores de seus filhos, definir as expectativas na educação formal das crianças, ler junto à elas e acompanhar suas atividades.
O presidente reconheceu que a maioria das famílias não têm os recursos que ele tem - mas a maioria podem fazer coisas simples que não exigem muito dinheiro para ajudar os seus filhos.

  • Regule o tempo de TV
O presidente diz que as meninas não têm permissão de assistir televisão durante as noites da semana que tem aula. Em vez disso, elas têm que fazer sua lição de casa primeiro. Se não terminarem a lição de casa até a hora do jantar, jantam e depois retornam ao trabalho. Barack Obama sabe que esse ato requer muita paciência por parte dos pais.
Diz que entende, embora, seus pais fizeram a mesma coisa em sua infância, gosta de pensar que funcionou muito bem! Esta prática não exige dinheiro, mas exige comprometimento, e disciplina de crianças e pais.

  • Defina as expectativas educacionais
Acho que isso é uma coisa que muitos pais precisam trabalhar. Temos de traçar uma linha sobre o que se espera dos filhos e o que podemos fazer para ajudá-los. Posso contar um monte de histórias sobre pais que agem de maneira irrealista em suas expectativas. O truque está em encontrar o equilíbrio correto entre dar a responsabilidade da criança e apoiá-la quando necessário. Infelizmente, esta é uma área cinzenta. Quem pode dizer o que é equilíbrio?
As crianças devem assumir a responsabilidade de acordar no horário correto e ficar na escola, também devem assumir a responsabilidade pela rotina da casa. Quando se trata de projeto extra e outras tarefas não-rotineiras, os pais podem dar uma mãozinha.

  • Leia! Leia! Leia!
A leitura é o alicerce para a aprendizagem. A leitura está envolvida em todas as disciplinas na escola. A leitura aumenta o vocabulário, melhora a ortografia, a gramática e ajuda os alunos a compreenderem melhor as idéias mais complexas. Se um aluno não está lendo em uma determinada disciplina, mais que provável que o aluno está com problemas em outras disciplinas também. Verifique com o professor do seu filho.

  • Comunique-se
Esta é uma forma de monitorar o filho e saber se está se dando bem na escola.
- Você precisa criar o hábito de passar tempo com seu filho regularmente. Defina metas e depois comemorem juntos.

Fonte: http://www.examiner.com/

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.