sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Como manter uma relação saudável com o Professor de seu filho?

Como já disse em posts anteriores, pais e professores não se devem ser inimigos. Ambos são complementos importantes na Educação das crianças. É de extrema importância que os pais tenha uma relação saudável com o Professor de seu filho, o trabalho deve ser de parceria.
Devem lembrar que conhece a criança em contextos diferentes e que cada parte pode desconhecer por completo a criança no papel oposto.

  • O inicio de qualquer relação deve se basear em uma boa conversa, mesmo informal. Tente conversar sobre assuntos que não são de sala de aula na porta da escola, assim você passa a conhecer um pouco da pessoa que está com o seu filho boa parte do dia e não somente o profissional.
  • Cuidado com as "panelinhas" de mães e pais, pois muitas vezes ficam perdidos e ao invés de procurar ajuda com os coordenadores e diretores, agem pelo senso comum. Suas dúvidas, incertezas, insatisfações acabam ficando entre eles.
  • Respeite ao máximo o espaço do Professor, nunca entre em sua sala sem convidado, afinal é um local de trabalho e você não gostaria que alguém invadisse o seu local de trabalho sem ser chamado.
  • Peça ajuda ao Professor se o seu filho tem algum comportamento negativo em casa. Por meio de dicas, conselhos, etc., pois é um Profissional da área que têm conhecimentos em Educação, talvez ambos descubra que na escola ele tem outro comportamento ou o mesmo de casa. Pais e professores, passarão a trabalhar juntos e ultrapassarão essa fase.
  • Nunca se altere ao falar com o Professor de seu filho, mesmo que na situação o Professor esteja errado, não converse com grosserias e/ou ameaças, pois logo o problema irá se solucionar e terá pelo menos o resto do ano para conviver juntos. Nesses casos converse com o Professor, mas procure também a Direção e a Coordenação Pedagógica da escola. Por estas razões, é importante tomar conhecimento dos fatos junto ao Professor antes de precipitar conclusões ou atribuir culpas.
  • Não fale mal do Professor de seu filho. A criança precisa saber respeitar o Professor, para que tenha confiança e aprenda sem medo.

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.