sábado, 8 de janeiro de 2011

Show de Exemplo - Celine Dion

Não é apenas no palco que a cantora faz sucesso, mas como mãe também.
Em meio de tantos exemplos nem sempre tão "legais" de mães celebridades, vejo a grande estrela Celine Dion dando um show, não apenas no palco, mas na vida!
Adorei ler essa matéria.

Dez semanas após dar à luz aos gêmeos, Celine Dion conversou com a revista francesa Gala, divulgada no site da People, e detalhou como tem sido cuidar de Nelson e Eddy. A cantora contou que tem agradecido a ajuda da mãe, Thérèse, e da irmã, Linda, já que ela não precisa se preocupar com trabalhos domésticos, cozinhar ou fazer a compras.


- Eu não tive essas crianças pra não cuidar delas. Então, eu dou de mim mesma de 200 a 300%. Estou trocando fraldas e amamentando. Isso é algo que ninguém pode fazer no meu lugar. É cansativo, mas uma alegria intensa .

Apesar de já ter um filho de nove anos, René-Charles, a cantora confessou que, em certos momentos, não sabe que atitude tomar com os pequenos. A artista também revelou que ficou com o emocional abalado logo depois que os gêmeos nasceram.

- Em um momento, felicidade tremenda, depois, a fadiga, e eu chorei sem motivo, e depois que tive o cuidado de mim mesma. É por coisas assim, que se tem depois de ter um bebê, que as mães realmente precisam de apoio emocional.

Celine contou que agora a prioridade são os filhos e, por enquanto, não pensa no forma física ou mesmo na aparência.

- Na realidade, eu quase não tenho tempo para receber um banho e me alimentar. Minha preocupação tem sido comer de forma sensata. Minha única preocupação foi a de ser capaz de abrir e fechar [meus tops] rapidamente para a amamentação, brincou.


Fonte: http://estrelando.r7.com/

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.