terça-feira, 7 de setembro de 2010

Omelete de Amoras

Sensações que vivemos e nunca esqueceremos.
Dê a devida importância a cada momento que te fizer sorrir.
Os doces sabores de alguns momentos ficarão somente na memória e nos fará recordar com prazer.
Viva e sinta o sabor das pequenas coisas da vida. Existem momentos que dinheiro nenhum compra, Não se resgatam lembranças através de poder aquisitivo.
Viva intensamente, torne-se feliz e privilegiado por degustar de momentos significativos que te tornaram o ser humano de hoje.

O Rei e a Omelete


Era uma vez um rei que tinha todos os poderes e tesouros

da Terra, mas apesar disso não se sentia feliz e a cada ano

ficava mais melancólico.

Um dia ele chamou o seu cozinheiro preferido e disse :

Você tem cozinhado muito bem para mim e tem trazido para

a minha mesa as melhores iguarias, de modo que eu lhe sou agradecido.

Agora, porém, quero que você me dê uma última

prova de sua arte. Você deve me preparar uma omelete de

amoras iguais àquelas que eu comi há cinqüenta anos, na infância.

Naquele tempo, meu pai tinha perdido a guerra contra o reino

vizinho e nós precisamos fugir: viajamos dia e noite

através da floresta,onde afinal acabamos nos perdendo.

Estávamos famintos e cansadíssimos, quando chegamos a uma

cabana onde morava uma velhinha que nos acolheu generosamente.

Ela preparou para nós uma omelete deamoras,quando a comi, fiquei

maravilhado:  a omelete era deliciosa e me trouxe novas esperanças

ao coração. Na época eu era criança, não dei importância à coisa.

Mais tarde, já no trono, vasculhei todo o reino, porém não foi

possível localizá-la.

Agora quero que você me atenda esse desejo: faça uma omelete

de amoras igual à dela. Se você conseguir, eu lhe darei ouro e o

designarei meu herdeiro, meu sucessor no trono.Se você não

conseguir, entretanto, mandarei matá-lo.

Então, o cozinheiro falou:

Senhor, pode chamar imediatamente o

carrasco. É claro que eu conheço todo o segredo da preparação

de uma omelete de amoras, sei empregar todos os temperos.

Conheço as palavras mágicas que devem pronunciadas enquanto

os ovos são batidos e a melhor técnica para batê-los. Mas não me impedirá de ser executado, porque a

 minha omelete jamais será

igual à da velhinha. Ela não terá o sabor picante do perigo,

a emoção da fuga, não será comida com a sentido alerta do perseguido,

não terá a doçura inesperada da hospitalidade calorosa e do ansiado

repouso, enfim conseguido. Não terá o sabor do presente estranho

e do futuro incerto. Assim falou o cozinheiro.

O Rei ficou calado, durante algum tempo.

Não muito mais tarde, consta que lhe deu muitos presentes,

tornou-o um homem rico e despediu-o do serviço real.



(Walter Benjamin)


Lembrem - se

A felicidade uma vez oferecida, não pode ser em sua essência novamente oferecida por mãos de outrem.

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.