quinta-feira, 2 de setembro de 2010

mais fofurices

Passeando pela net encontrei mais fofurices.

Mais fofurices e produtos Eco-Friendly aqui

Para comer com os olhos

Tem como não comer?

Talvez tenha, de tão fofinho a gente fica com dó de desarrumar tudo!!!

Achei essas delícas no blog da Lia Chen Jacarta, mora na Indonésia e é Mãe de dois filhos.

Mais comidinhas saudáveis e fofas aqui

Yoga para crianças



Ginástica, natação, dança, artes marciais, basquete, futebol... Já existem muitas opções disponíveis aos pais para a Educação física e aulas extracurriculares de seus filhos.

O que faz yoga diferente? E quais são os benefícios da yoga para crianças?
Yoga é uma antiga ciência que traz benefícios à saúde e ao bem estar. Força e flexibilidade no corpo e na mente.
Parece difícil para seu filho ou filha conseguir manter-se quieto, calado e concentrado em uma das posições do yoga? Com certeza para alguns pais isso parecerá quase impossível, mas a verdade é que a prática da yoga comprovará que tudo é possível.
Tudo dependerá da motivação, da paciência, persistência, e do trabalho conjunto entre os pais e o professor de yoga da criança.
Profissionais comprovam que a prática iniciada desde a infância, traz benefícios para o resto da vida, diminuindo o estresse, alívio de dores, melhoria da circulação, digestão, um melhor alinhamento corporal, aumento da concentração, respiração mais tranquila e uma sensação de bem estar e paz interior.
Yoga para crianças é uma forma divertida para as crianças a desenvolver habilidades importantes em um ambiente divertido e não competitivo. Ainda na infância, as crianças já sentem a pressão da escola e da sociedade.
Tem como objetivo desenvolver a espiritualidade, respeitando sempre as crenças e valores tanto familiares quanto das próprias crianças
É fácil para as meninas e meninos para tornar-se excessivamente auto críticos e perderem a confiança em si mesmos. Yoga é um grande remédio; não há julgamento em uma aula de ioga sobre como uma criança faz uma pose ou joga um jogo. Fazer uma pose " perfeitamente "não é o objetivo do yoga, o que alimenta a força interior de uma criança e auto-aceitação .

Quando?

A partir dos 4 ou 5 anos. Nesta idade, as crianças já podem entender perfeitamente o que se pode esperar e o que se quer delas.

Benefícios:

1- Desenvolvimento e habilidade dos músculos motores.

2- Flexibilidade nas articulações.

3- Melhora dos hábitos posturais da coluna vertebral.

4- Massagem dos órgãos internos.

5- Melhoria nos hábitos da respiração.

6- Estimulação da circulação sanguínea.

7- Melhoria da auto-estima.

8- Diminuição no nível de estresse infantil.

9- Aperfeiçoamento dos sentidos.

10- Agilidade e integridade.

11- Calma e relaxamento.

12- Alongamento.

10- Melhor desenvolvimento da atenção, concentração, memória e imaginação.

11- Harmonização da personalidade e do caráter.

12- Canalização adequada da energia física.

13- Melhor compreensão e interação com os demais.


Como?

As aulas de yoga associam o trabalho corporal e mental. Tratando-se de crianças, a motivação é um fator muito importante. Em razão disso, é conveniente que em uma classe de yoga, não tenha mais que 15 crianças reunidas. As crianças devem sentir-se muito à vontade. Devem vestir-se com roupas folgadas, leves, confortáveis, e que lhes permitam fazer qualquer movimento com comodidade. As aulas devem ser ministradas em um ambiente limpo, tranqüilo, ventilado e silencioso. Podem-se utilizar colchonetes ou almofadas apropriadas. E as crianças podem estar descalças ou com os pés vestidos com meias de algodão.


Na Educação:

A atividade é um importante auxílio para a educação, é isenta de competição, auxiliando o desenvolvimento de todas as faculdades e aptidões da criança. O papel que a Yoga desempenha na educação das crianças é o de potencializar o processo de transformação e desenvolvimento da sociedade humana, preservando os seus valores básicos e sustentando que a felicidade está dentro de cada um de nós.
Assim como os adultos, as crianças também são atingidas e sofrem com o corre-corre do cotidiano, ficando estressadas, ansiosas e inquietas. Nesse sentido, a prática da Yoga é importante e faz diferença na qualidade de vida dos pequenos, ensinando-os a relaxar, trabalhando a concentração e acalmando os movimentos.
A Yoga promove a capacidade de coordenação psicomotora, a consciência da sua imagem e o equilíbrio físico e mental na criança. Com a prática, os cinco sentidos ficam mais aguçados, contribuindo para o desenvolvimento psicomotor.
Prática lúdica visando melhoria da atenção, concentração, capacidade respiratória, criatividade, alegria e calma.

Brincando de Jardinagem

Ainda conversaremos bastante sobre o tema, hoje vou dar apenas uma dica.
Jardinagem é uma das atividades que toda criança deveria experimentar, quer seja no jardim da avó  ou apenas algumas ervas na varanda , as crianças adoram cuidar de plantas e observar todas as pequenas criaturas da natureza.

É por isso que amei este Kit de Jardinagem.
Ele inclui tudo o que é necessário para cultivar um mini jardim, é completo e com sementes orgânicas. Tem bandeja e vasinhos verdes, colher jardineiro e são feitos de garrafas recicladas!
Esse é daqui!!

Você pode usar esse exemplo e comprar em sua cidade o itens para jardinagem, é bem fácil de achar.
Em alguns Hipermercados tem a sessão de jardinagem.

É só colocar a criatividade para funcionar e tudo será diversão!!!

Existe uma pesquisa que diz que mexer na terra deixa mais inteligente. Cientista da Sociedade Americana de Microbiologia descobriram uma bactéria que vive em solos naturais e tem a capacidade de nos deixar mais inteligentes. De acordo com os pesquisadores, ao mexer com terra nós respiramos ou ingerimos essa bactéria sem perceber e esse contato já é o suficiente para facilitar o aprendizado e os pensamentos lógicos. Testes feitos com ratos comprovam o poder da bactéria.
Até breve com mais dicas!!!

Ser Pedagogo

Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso.
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande
nas mãos.
Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos, crianças que irão crescer e tornar- se adultos.
Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são.
Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.

Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.